8 Ideias Para Amar o Seu Corpo

Ele é o seu maior patrimônio, seu cartão de visitas para o mundo, seu passaporte para o prazer, a saúde e a felicidade. Por isso, nada mais esperto do que cuidar muito bem do seu corpo. Adote pensamentos e atitudes que vão transformar o modo como você trata dele e prepare-se para se apaixonar por você

*Por Marcia Di Domenico: Revista Boa Forma

1. Cuide bem da sua máquina

Fale a verdade: é só quando o carro quebra e deixa você na mão que percebe quanto ele facilita a sua vida, não é? Experimente pensar no seu corpo como o meio de transporte até sua independência, seus sonhos e tudo aquilo que faz você feliz. Isso dá uma forcinha para cuidar e dar a ele o combustível de que precisa para não entrar em pane. Foi o que mostrou um estudo publicado na revista científica americana Journal of Counseling Psychology: mulheres que dão mais atenção ao funcionamento do corpo, e não só a como ele é visto pelos outros, possuem uma autoimagem mais positiva do que aquelas que focam apenas na aparência. Em outras palavras, em vez de se queixar pelas pernas finas ou grossas demais, apesar da ginástica, concentre-se no que elas lhe permitem fazer de melhor – correr, pedalar, andar para lá e para cá.

2. Mime você mesma

Não acredite se alguém disser que aquela massagem semanal, a manicure e os cremes mil em cima da pia do seu banheiro são pura vaidade. Ao contrário, eles são itens de primeira necessidade de qualquer mulher que ama se cuidar. “Quando você se coloca como prioridade e destina tempo, um bem tão precioso hoje em dia, para fazer bem a si mesma, muda a imagem que tem do seu corpo, passa a se conhecer melhor e se gostar mais”, fala a psicóloga Angelita Corrêa Scardua, de Vitória. “Daí, percebe que se mimar é tudo de bom e não aceita mais se deixar em segundo plano.” O mesmo ciclo de autoestima é ativado quando você resolve se dar um presente, jantar em um restaurante delicioso, fazer uma viagem incrível. No fundo, está afirmando: “eu mereço”.

3. Ache o exercício que é a sua cara

Esse é o segredo para incluí-lo na rotina sem sacrifício e colher benefícios que vão muito além do reflexo no espelho. Uma pesquisa da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, comprovou a relação entre a prática de atividade física e o aumento da satisfação com o corpo. E mais: ela não tem necessariamente a ver com perda de peso, ganho de músculos ou redução de medidas (uma vez que isso não foi observado em todas as voluntárias). “Os efeitos psicológicos dos exercícios, principalmente no que diz respeito à autoimagem corporal, diferem dos benefícios efetivos para a saúde e a aparência”, resume a pesquisadora americana Heather Hausenblas, autora do trabalho.

4. Esqueça as comparações

Atire o primeiro batom quem nunca sentiu uma invejinha do cabelo lindo daquela colega do trabalho ou do guarda-roupa da outra, que, magrinha, pode usar e abusar de tudo o que está na moda. É humano e, se isso não afeta o seu humor nem o seu amor próprio, tudo bem. Se começa a fazer você se olhar de lado no espelho e se irritar com o que vê… mau sinal. Fuja dessa armadilha mudando o foco para você. Como? Em primeiro lugar, assumindo sua identidade estética e buscando os pontos fortes da sua beleza (em vez de focar nos defeitos). Depois, deixando as comparações de lado. Se não der, pelo menos, busque uma adversária à altura: melhor do que se comparar com uma top model ou uma garota dez anos mais nova é olhar para você mesma no passado. “Sua referência tem que ser sua história pessoal, ou seja, a mulher que você é hoje e a que já foi. É preciso lembrar que é diferente, mas não melhor nem pior do que as outras mulheres”, sugere Angelita. Com isso na cabeça, questione-se: você está mais feliz do que antes? Mais bonita? Com a vida financeira mais legal? Vai se surpreender com a lista de sucessos e ganhos ao longo do tempo. Se a resposta for “não”, trace um plano realista para conquistar a vida que quer. Você pode!

5. Escolha uma dieta possível

Se falta perder uns quilinhos para ficar de bem com o seu corpo, a lição número 1 é: priorize a saúde e deixe a pressa de lado. Escolha um projeto de emagrecimento viável, que combine dieta e exercícios na dose certa (eles vão acelerar a perda de peso e ajudar a domar a ansiedade, caso ela apareça). “Só assim você escapa do efeito sanfona, que detona a beleza e a autoestima, alcança resultados duradouros e consegue curtir o seu sucesso, o que deixa um gostinho de vitória na boca”, fala o psicoterapeuta Marco Antonio De Tommaso, consultor da BOA FORMA.

6. Conecte-se com você mesma

Todo mundo tem uma fórmula pessoal de autoconhecimento: algo que sabe fazer bem e a deixa realizada, alguma estratégia para expressar uma faceta da personalidade que nem sempre tem espaço no dia a dia. Pode ser cozinhar, dançar, correr, viajar em contato com a natureza… “Essas atividades servem para manifestar seus talentos e sua individualidade, muitas vezes sufocada entre as obrigações e as regras que temos que seguir para nos enquadrar no trabalho e no convívio social”, observa Angelita Corrêa Scardua. Quando abre uma brecha na agenda para ser você, está reafirmando suas capacidades, seu poder e reforçando sua autoconfiança.

7. Faça as pazes com a sua idade

Entenda que cada fase da vida tem suas delícias e suas dores; traz coisas boas e leva outras embora. Sim, estamos falando do corpo com tudo no lugar, que exige manutenção mais cuidadosa à medida que o tempo passa e que pode deixar a gente à beira de um ataque de nervos. Mas também das experiências que vivemos e que, não tem jeito, mudam a gente para sempre. O segredo para não entrar em crise – com a aparência e as emoções – é viver cada etapa da vida de coração aberto e cabeça no lugar, tentando entender os ganhos que cada período traz. Aos 30 e poucos, é normal não caber mais nas roupas que você usava dez anos atrás (se você teve filhos, então…) e perceber na pele os primeiros sinais do tempo. Liberte- se das cobranças (suas e dos outros) e curta a maturidade que ganhou, a beleza que se transformou e a vida, que fica mais gostosa à medida que você aprende a valorizá-la. Desprenda-se do que ficou para trás e se apaixone por você agora.

8. Aceite os confetes

Quem nunca ficou sem graça ao receber um elogio pela roupa bonita, o trabalho benfeito, a comida gostosa? Tem até quem devolva ou prefira invalidar o cumprimento, entregando que, imagine, o look veio de uma liquidação ou que ficou faltando sal no prato. Isso reflete a falta de crença no seu esforço e nas suas habilidades, ainda que o mundo em volta insista em enaltecê-las. Da próxima vez, acolha e agradeça o elogio como o reconhecimento das suas qualidades e a confirmação de que está no caminho certo. Assim, você cria um mapa mental de pensamentos positivos a seu respeito e, automaticamente, passa a acreditar mais em si mesma.

Imagem: “Garotas Crescidas Não Choram” por Ana Dias, em Behance.Net

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s